‘Desalma’ envolve bruxaria em comunidade ucraniana no Brasil

Em Berlim, em fevereiro, havia filmes brasileiros distribuídos pelas várias seções do festival. Havia também duas séries da Globo no mercado de TV. Fizeram o maior sucesso – Onde Está Meu Coração?, sobre dependência química, roteiro de George Moura e Sergio Goldenberg, direção de Luísa Lima e supervisão de José Luiz Villamarim, e Desalma, de Ana Paula Maia, direção de Carlos Manga Jr. Especialmente a segunda causou o maior impacto. Não é o tipo de produto brasileiro que o público europeu esteja acostumado a ver. É zero tropical , observa Maria Ribeiro, uma das três protagonistas, com Cláudia Abreu e Cássia Kiss.

A trama envolve bruxaria numa comunidade ucraniana no Sul do Brasil. Cássia é impressionante – mas quando ela não é? – como a bruxa-mor. É raro que as antigas tradições do Leste europeu impulsionem a produção dramatúrgica da televisão brasileira, e menos ainda numa produção de gênero. Desalma foi feita para o streaming do Globoplay. Chega à plataforma nesta quinta, . O mérito é conjunto da premiada escritora Ana Paula Maia, duas vezes vencedora do prêmio de literatura do governo de São Paulo, e do diretor Manga Jr. Filho do lendário diretor – Carlos Manga – de algumas das melhores chanchadas da Atlântida, o Jr. rapidamente mostrou ter brilho próprio. Estreou aos anos com Vamp. O mais jovem diretor de novela, e a de Antônio Calmon, foi um grande sucesso.

Maria Ribeiro confidencia para o repórter – Ele é russo, no sentido de que é muito ligado no cinema de Andrei Tarkovski. Sabe aquela coisa lenta, mas não chata, de construir o tempo? Os planos longos, a valorização da paisagem, dos atores? O Manga é desse time . A autora Ana Paula admite que está realizando um sonho – Sempre quis escrever para TV . Nascida num bairro da periferia de Nova Iguaçu, no Estado do Rio, filha de uma professora de literatura, o irmão e ela adoravam ver os filmes de terror que passavam no fim da noite. A família vivia numa bolha. No bairro, campeava a violência, na telinha, sangue e sustos, Ana e o irmão protegidos.

Manga Jr. ficou atraído pelo material. Maria Ribeiro é estrangeira na comunidade. Descobre um mundo de mistério e sobrenatural. Na noite mais escura do ano, as almas dos mortos têm o poder de caminhar entre os vivos. Para Ana Paula, é uma história de vingança. Manga Jr. acrescenta. De vingança, e de perda. Como diretor, segue três mandamentos – sua bula. Limpeza, estranheza e rigor. Não cita Tarkovski como referência. Theo Angelopoulos e ele são inspirações.

Envelhecer é belo

Nossas experiências diárias são riquezas que nos permitem desfrutarmos, ao longo do tempo, de uma visão mais lúcida e clara da vida.

As marcas deixadas em nosso rosto, o desbotar dos cabelos, a diminuição do vigor físico podem não se enquadrar aos padrões estéticos impostos e aceitos.

Porém, são marcas do quanto vivemos, atestando a possibilidade de entendimentos distintos de momentos vividos.

Há beleza na experiência adquirida de nos calarmos diante de uma discussão, entendendo que logo mais tudo passará, os ânimos se acalmarão, possibilitando-nos, então, conversarmos de maneira tranquila.

Há beleza em nosso olhar sereno, por entendermos que daqui a pouco as coisas serão diferentes, e tudo se ajustará.

Também há beleza no corpo que vai se moldando ao peso dos anos, instrumento abençoado de que nos servimos para o adquirir de tantas experiências.

Quantos quilômetros terão percorrido os pés de um ancião? Quantas vezes seu coração já pulsou? Quantas imagens de alegria ou de dor seus olhos fitaram?

Isso é envelhecer. É o resultado do acúmulo de aquisições realizadas em mais uma etapa da vida. E esse acumular dos anos fala de maturidade. Também de prenúncio do retorno para o verdadeiro lar.

Entendamos então que a beleza da criança que engatinha, do vigor da juventude ou do rosto marcado na velhice é a mesma.

Cada momento da existência é assinalado pela beleza do existir, do peregrinar no planeta, ensejando-nos aprendizado e progresso.

Computação em Nuvem (Cloud Computing): Essencial

Nesta edição, o curso será dado pela internet por dias, com duração de horas. Se o resultado continuar positivo na avaliação do Google, a empresa vai expandir a experiência para outras regiões do Brasil.

A Geek University é um grupo de profissionais nos diversos ramos da informática e computação com uma vasta experiência na atuação como programadores de sistemas, analistas de sistemas, gerentes de projetos, empreendedores, arquitetos de softwares, analistas de segurança da informação, dentre outras. Desta forma, cada profissional apresenta cursos com temas de suas especialidade trazendo aos alunos além da qualidade exigida pelo vps windows, toda sua experiência dos anos de atuação e sua visão do mercado que não para de expandir.

Segundo Priscila Sergole, program manager do Google Cloud, Alagoas foi escolhida porque existe um volume grande de pessoas que pertencem à classe social que buscamos . A UFAL, por sua vez, tornou-se parceira da empresa pois se mostrou aberta aos programas sociais. E também por possuir uma base de dados completa de alunos que estão em situação de carência , diz Priscila.

Além do conteúdo de cloud, os alunos receberão dicas sobre carreira. Teremos o RH do Google ajudando os alunos com orientações sobre como construir um currículo na área de tecnologia. Os profissionais da empresa vão contar sua trajetória e as empresas parceiras vão mostrar como o empregador seleciona um profissional , afirma Priscila.

Tivemos uma experiência com a primeira edição espetacular. Por isso, vamos lançar o segundo treinamento — desta vez, em formato digital , diz Eduardo López, presidente de Google Cloud para a América Latina. 

Segundo o executivo, a educação em tecnologia se tornou ainda mais importante durante a pandemia do novo coronavírus. A crise acelerou a transformação digital de muitas empresas. No Brasil, por exemplo, existe crescimento da demanda em tecnologia da nuvem. Isso gera a necessidade de termos profissionais com conhecimento em cloud no mercado. Nossa preocupação é contribuir com essa formação e dar oportunidade para minorias , afirma López.