‘Desalma’ envolve bruxaria em comunidade ucraniana no Brasil

Em Berlim, em fevereiro, havia filmes brasileiros distribuídos pelas várias seções do festival. Havia também duas séries da Globo no mercado de TV. Fizeram o maior sucesso – Onde Está Meu Coração?, sobre dependência química, roteiro de George Moura e Sergio Goldenberg, direção de Luísa Lima e supervisão de José Luiz Villamarim, e Desalma, de Ana Paula Maia, direção de Carlos Manga Jr. Especialmente a segunda causou o maior impacto. Não é o tipo de produto brasileiro que o público europeu esteja acostumado a ver. É zero tropical , observa Maria Ribeiro, uma das três protagonistas, com Cláudia Abreu e Cássia Kiss.

A trama envolve bruxaria numa comunidade ucraniana no Sul do Brasil. Cássia é impressionante – mas quando ela não é? – como a bruxa-mor. É raro que as antigas tradições do Leste europeu impulsionem a produção dramatúrgica da televisão brasileira, e menos ainda numa produção de gênero. Desalma foi feita para o streaming do Globoplay. Chega à plataforma nesta quinta, . O mérito é conjunto da premiada escritora Ana Paula Maia, duas vezes vencedora do prêmio de literatura do governo de São Paulo, e do diretor Manga Jr. Filho do lendário diretor – Carlos Manga – de algumas das melhores chanchadas da Atlântida, o Jr. rapidamente mostrou ter brilho próprio. Estreou aos anos com Vamp. O mais jovem diretor de novela, e a de Antônio Calmon, foi um grande sucesso.

Maria Ribeiro confidencia para o repórter – Ele é russo, no sentido de que é muito ligado no cinema de Andrei Tarkovski. Sabe aquela coisa lenta, mas não chata, de construir o tempo? Os planos longos, a valorização da paisagem, dos atores? O Manga é desse time . A autora Ana Paula admite que está realizando um sonho – Sempre quis escrever para TV . Nascida num bairro da periferia de Nova Iguaçu, no Estado do Rio, filha de uma professora de literatura, o irmão e ela adoravam ver os filmes de terror que passavam no fim da noite. A família vivia numa bolha. No bairro, campeava a violência, na telinha, sangue e sustos, Ana e o irmão protegidos.

Manga Jr. ficou atraído pelo material. Maria Ribeiro é estrangeira na comunidade. Descobre um mundo de mistério e sobrenatural. Na noite mais escura do ano, as almas dos mortos têm o poder de caminhar entre os vivos. Para Ana Paula, é uma história de vingança. Manga Jr. acrescenta. De vingança, e de perda. Como diretor, segue três mandamentos – sua bula. Limpeza, estranheza e rigor. Não cita Tarkovski como referência. Theo Angelopoulos e ele são inspirações.